Relator da CPI da Petrobras descarta depoimento de ex-secratária da Receita

BRASÍLIA - O relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobrás, senador Romero Jucá (PMDB-RR) não considera necessário o depoimento da ex-secretária da Receita Federal, Lina Vieira, para esclarecer fatos relacionados à mudança do regime tributário da estatal. A mudança do regime teria sido danosa para a arrecadação tributária e motivou a criação da CPI.

Agência Brasil |


Marcello Casal JR/ABr

A ex-secretária da Receita Federal, Lina Vieira

Ela não viria acrescentar nada, não vai quebrar o sigilo da Petrobras, não vai dar nenhuma informação nova. Foi importante o comparecimento do secretário da Receita. Não é necessária a vinda de mais ninguém da Receita e nem da Petrobras porque não houve multa nem questionamento da Receita, afirmou.

A oposição, segundo o senador Álvaro Dias (PSDB-PR), vai insistir, no entanto, na convocação de Lina Vieira para prestar esclarecimentos sobre o assunto.

O presidente da CPI, senador João Pedro (PT-AM), convocou nova reunião da CPI para às 14h da próxima terça-feira (18), quando serão ouvidos os diretores da Agência Nacional de Petróleo (ANP) sobre a questão do pagamento de royalties na exploração de petróleo e gás e d acordo com os usineiro. Na mesmo dia, serão votados os requerimentos da CPI.

Leia também:

Leia mais sobre: CPI da Petrobras

    Leia tudo sobre: cpicpi da petrobraslina maria vieirasarney

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG