Reitor da Unifesp pede demissão

O reitor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Ulisses Fagundes Neto, encaminhou hoje seu pedido de demissão ao ministro da Educação, Fernando Haddad. Em junho, o reitor esteve envolvido em denúncias por mau uso de seu cartão corporativo.

Agência Estado |

Segundo o Tribunal de Contas da União (TCU), Fagundes Neto gastou indevidamente cerca de R$ 230 mil.

Em nota à imprensa, o reitor da Unifesp justificou o pedido de demissão. "Infelizmente, o envolvimento do meu nome no noticiário recente sobre gastos realizados em viagens de trabalho exige de mim tempo e disposição para minha argumentação e defesa", afirmou. "Preferiria dedicar à instituição essa energia, mas sou obrigado, neste momento, a desviar o foco de minha atenção."

O vice-reitor, Sérgio Tuffic, que já assumia interinamente a reitoria desde as férias de Fagundes Neto, no início de agosto, continuará no cargo. De acordo com nota publicada pelo Ministério da Educação, em no máximo 60 dias um novo reitor deverá ser eleito. Na época das denúncias, estudantes pediram a renúncia do reitor e chegaram a invadir a reitoria da universidade. Em entrevista coletiva, Fagundes Neto disse não ter abusado do cartão corporativo por má-fé, mas por falta de orientação.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG