Reitor da UnB afirma que não deixará o cargo

O reitor da Universidade de Brasília, (UnB), Thimoty Mulholland, disse hoje que não pretende renunciar nem se afastar do cargo. Segundo o reitor, a manifestação dos estudantes é uma retaliação ao processo de inclusão social desenvolvido pela UnB.

Agência Estado |

Mulholland afirmou que o aumento do número de vagas para estudantes negros e de baixa renda tem provocado reações comunitárias. "Trabalhamos com a diversidade brasileira, mas essas políticas muitas vezes não são compreendidas e não agradam. Há uma reação a isso", disse o reitor em entrevista à Agência Brasil.

A respeito dos elevados gastos com a decoração do apartamento em que morava, o reitor voltou a dizer que a decisão foi colegiada, dos conselheiros da universidade. "Foi um processo institucional e não pessoal", afirmou. Ele salientou ainda que os estudantes poderão ser responsabilizados por eventuais danos ao patrimônio da UnB e não descartou a possibilidade de acionar a Polícia Federal para desocupar a universidade.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG