Registro de casos de dengue sobe 675% no Amapá em relação a 2011

Estado teve o maior aumento do País comparado ao primeiro semestre de 2010. Amapá diz que apenas melhorou sistema de notificação

Wilson Lima, iG Maranhão |

Ao contrário do que ocorreu em todo o Brasil, os casos de dengue hemorrágica - o tipo mais grave da doença - aumentaram substancialmente no Amapá e no Ceará de janeiro ao início de julho de 2011 em comparação com igual período do ano passado. Os dois Estados registraram a maior variação de casos graves da doença neste ano. No Amapá, o crescimento foi de 675%. No Ceará, de 596%.

Entre janeiro e início de julho de 2011, o Amapá registrou 31 notificações da doença contra apenas quatro no mesmo período do ano passado. No Ceará, foram registradas 582 notificações esse ano contra 87 no ano passado. Em números absolutos, o Rio de Janeiro teve a maior quantidade de casos graves de dengue em 2011: 3.232, segundo os dados do Ministério da Saúde.

A Secretaria de Saúde do Amapá negou a ocorrência do aumento do número de casos de dengue grave no Estado. A secretaria informou que houve, na realidade, a notificação de casos que até o ano passado passavam despercebidos pela falta de exames específicos. Esses exames começaram a ser realizados esse ano nos postos de saúde da rede estadual. A Secretaria de Saúde afirmou ainda que não registrou mortes em decorrência da doença em 2011.

O coordenador de Promoção e Proteção à Saúde do Estado do Ceará, Manoel Fonseca, classificou como “não ideal” a comparação do número de casos de dengue do ano passado com os deste ano. “Não se pode comparar um ano epidêmico com um não-epidêmico”, disse. “Em 2008, tivemos 34 mil casos e no ano passado cinco mil. A comparação exata seria com outro ano epidêmico”. Desde 1987, o Ceará já viveu cinco grandes surtos de dengue.

Dos 26 Estados, mais o Distrito Federal, em oito houve avanço da doença em 2011. Além de Amapá e Ceará, a quantidade de casos graves de dengue foi maior nesse ano em comparação com 2010 no Amazonas, Maranhão, Rio Grande do Norte, Paraíba, Sergipe, Rio de Janeiro e Paraná. Em todo o Brasil, em média, os casos graves de dengue sofreram uma redução de 48%.

    Leia tudo sobre: dengueamapáceará

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG