Região metropolitana do Rio terá bilhete único

A partir de 1º de fevereiro de 2010 os passageiros de 20 cidades da Região Metropolitana do Rio gastarão menos com transporte coletivo intermunicipal. O usuário pagará R$ 4,40 e poderá viajar por até duas horas em dois modais, como ônibus, vans, metrô, trem e balsa, desde que um deles seja intermunicipal.

Agência Estado |

O benefício vale também para quem pega um transporte intermunicipal que custe mais de R$ 4,40. Só será possível usar o bilhete eletrônico duas vezes por dia, com no mínimo uma hora de diferença entre as viagens.

Para solicitar o Bilhete Único, o usuário deverá fazer um cadastro pessoal, cujo objetivo é evitar fraudes. O valor carregado no cartão terá validade de um ano. Quem usa vale-transporte também tem direito ao benefício. As regras foram instituídas em lei publicada hoje no Diário Oficial do Estado do RJ.

Os municípios fluminenses incluídos no Bilhete Único Intermunicipal são: Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Itaboraí, Itaguaí, Japeri, Magé, Mangaratiba, Maricá, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Paracambi, Queimados, Rio de Janeiro, São Gonçalo, São João de Meriti, Seropédica e Tanguá.

O pagamento dos subsídios será feito por meio do recém-criado Fundo Estadual de Transportes, vinculado à Secretaria de Transportes. O sistema permitirá o acompanhamento online das operações dos cartões eletrônicos. A previsão do governo do Rio é investir R$ 220 milhões na manutenção do sistema de Bilhete Único em 2010.

Depois da iniciativa do governador Sérgio Cabral, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, manifestou ontem, em entrevista a uma rádio, disposição de criar um bilhete único na cidade até o fim do primeiro semestre de 2010. A Prefeitura confirmou a intenção, mas disse não haver detalhes sobre o projeto, que está em estudo na Secretaria Municipal de Transportes.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG