Reformas valorizam o Largo da Batata em São Paulo

O empresário Fernando Autran procurava um local para abrir um espaço de eventos que fosse bem localizado, de fácil acesso e com aluguel baixo. Procurou e encontrou um imóvel com essas características na Avenida Brigadeiro Faria Lima, zona sul de São Paulo.

Agência Estado |

O único “problema” era a proximidade com o Largo da Batata. Sabendo do projeto de revitalização da Prefeitura e da futura estação de metrô, Autran resolveu apostar e abriu o Espaço Croco na semana passada.

“Queria um lugar que fosse perto de tudo. Aqui estou ao lado da Vila Madalena, do Alto de Pinheiros e da Marginal do Pinheiros e o aluguel tem valor razoável. Na Avenida Faria Lima, perto da Rebouças, o preço é exorbitante”, diz.

As obras de revitalização do Largo da Batata, orçadas em R$ 96,4 milhões, começaram há um ano e a previsão é de que sejam concluídas em outubro de 2009. “O andamento depende das obras do metrô”, explica Edward Zeppo, diretor de Obras da Empresa Municipal de Urbanização (Emurb). “Estamos tomando cuidado para não piorar o tráfego na região, que já é bastante complicado.”

Mas a valorização - por enquanto de forma tímida - está apenas começando. “Há uma série de novos projetos imobiliários em andamento, atraídos pelas mudanças, que devem ser concluídos juntamente com as obras de urbanização”, avalia o diretor de Estudos Especiais da Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp), Luiz Paulo Pompéia. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG