Reeleição coincide com liberação de recursos, diz DEM

Dos 15 prefeitos de capitais que conseguiram liquidar a fatura eleitoral no primeiro turno, 9 integram a base aliada e figuram no grupo dos que mais verbas receberam do governo federal neste ano. No topo da lista de liberações está Iradilson Sampaio (PSB), reeleito para Boa Vista (RR), com o importante apoio do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB).

Agência Estado |

Neste ano, o governo liberou R$ 52,9 milhões para a cidade, que tem 159 mil eleitores. Na média, são R$ 332,80 por voto. O levantamento foi feito pela assessoria de orçamento da liderança do DEM no Congresso no Sistema de Administração Financeira (Siafi).

O petista Roberto Sobrinho, que se reelegeu em Porto Velho (RO), ocupa o segundo lugar da lista (R$ 178,20 por eleitor e R$ 45,1 milhões no total). Em terceiro, outro petista: Raul Filho, reeleito em Palmas (TO), com R$ 102,60 por eleitor e repasses de R$ 13 milhões. A pesquisa inclui verbas liberadas de 1º de janeiro a 18 de setembro diretamente às prefeituras em decorrência de convênios com o governo federal. As verbas são destinadas a programas sociais do governo compartilhados com as prefeituras, emendas parlamentares e obras variadas, inclusive do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

A Presidência da República informa que as liberações obedeceram a critérios técnicos e às exigências legais. O governo nega favorecimento partidário e informa que obedece ao fluxo previsto nos contratos com as prefeituras, não havendo relação com o calendário eleitoral. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG