Redação e prova do Enem destacam meio ambiente

A décima edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) teve mais uma vez o meio ambiente como tema da redação e de muitas das 63 questões. Os cerca de 4 milhões de estudantes que fizeram a prova ontem tiveram de dissertar sobre o desmatamento na Amazônia, escolhendo entre três medidas sugeridas para interferência no ciclo de chuvas na floresta.

Agência Estado |

Desde 1998, quando o exame foi criado, a área ambiental já apareceu outras sete vezes na redação.

Podem participar do Enem estudantes que terminam o ensino médio em 2008 ou que já concluíram em anos anteriores. A prova, apenas com questões de múltipla escolha, foi realizada em 1.418 municípios. Segundo a professora do Curso Objetivo Elizabeth de Melo Massaranduba, a redação foi difícil. "O tema exigia que o estudante estivesse muito bem informado sobre o assunto. Isso elevou o nível de exigência. Nos outros anos, tinha apenas de ler um texto e se posicionar sobre o assunto."

O coordenador do Curso Etapa, Edmilson Motta, classificou a prova como cansativa por causa dos textos longos, cheios de gráficos e tabelas. "Dificilmente um estudante da rede pública conseguiu acertar 50% das questões", completa o coordenador do Cursinho da Poli, Edson Futema. Segundo ele, muitos dos conteúdos da prova não são abordados nas escolas da rede estadual, que também não estimulam a leitura.

O Enem é um exame voluntário, mas bate recordes de inscrições desde a sua criação. Isso porque sua nota atualmente é aproveitada em centenas de vestibulares do País - em São Paulo, ele adiciona pontos ao candidato nos exames das três universidades públicas. Além disso, a nota no Enem é essencial para que o estudante participe do Programa Universidade para Todos (ProUni), do governo federal, que dá bolsas em faculdades privadas para alunos de escolas públicas. O Ministério da Educação (MEC) também passou a divulgar as notas do Enem por escola, aumentando a concorrência entre instituições particulares que lutam para ficar no topo do ranking. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG