A capital de Pernambuco, Recife, registrou efeitos do tremor que ocorreu nesta no Estado vizinho, Rio Grande do Norte, e que chegou a 4,3 graus na escala Richter.

De acordo com informações da Defesa Civil municipal, pelo menos cinco prédios, localizados em quatro bairros, foram desocupados. Não houve registro de tumulto ou feridos.

Um dos edifícios a sentir os prováveis reflexos do abalo sísmico foi a sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), na região central da cidade, no Cais do Apolo. De acordo com o vice-presidente do TRT, André Genn, houve um "leve balanço" percebido por quem estava no quinto e sexto andares do edifício.

"Por medida de segurança, evacuamos o prédio. Alguns engenheiros fizeram uma rápida vistoria na edificação e descartaram qualquer problema mais sério. Por isso, voltamos ao trabalho. Todo o transtorno durou cerca de meia hora", afirmou Genn.

Na Boa Vista, bairro onde estão muitas lojas e escritórios, também no centro da cidade, a administração dos edifícios Palmira Center e Palmira Center II retiraram clientes e funcionários do local após os técnicos responsáveis pela segurança observarem que alguns móveis tremiam.

O expediente da Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Pernambuco, que fica no Palmira II, foi cancelado. Além da Boa Vista e Cais do Apolo, os registros dos supostos efeitos aconteceram nos bairros de Casa Forte e Espinheiro, na Zona Norte do Recife.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.