contador de mortos em assassinatos - Brasil - iG" /

Recife ganha contador de mortos em assassinatos

RECIFE - Capital brasileira campeã em número de homicídios, o Recife conta desde esta quinta-feira com um contador de mortos na rua. É o primeiro no mundo e está instalado na esquina das Ruas Joaquim Nabuco e Guilherme Pinto, no bairro central do Derby.

Agência Estado |

Reprodução/PE Body Count
sasasasas
Aparelho conta homicídios em Recife

O relógio digital, também chamado de "termômetro da violência", informa o número de assassinatos no dia, mês e ano em todo Pernambuco. Diariamente, os números são atualizados. Nesta quarta, apontava: 11 homicídios no dia, 364 no mês, 1,51 mil no ano.

A iniciativa é da página PEbodycount, blog criado há um ano por quatro jornalistas pernambucanos que fazem a contagem, no site (www.pebodycount.com.br), e discutem a segurança pública no Estado. A Faculdade Maurício de Nassau é parceira, assim como a SMM Publicidade & Propaganda, empresa que criou a tecnologia, que permite a atualização dos dados do aparelho via telefone celular.

"O objetivo do contador de mortos é o de mexer com a população, fazer com que as pessoas tomem conhecimento - nem todos têm acesso à internet - da calamidade pública que é o fato de 1.511 pernambucanos terem perdido a vida de forma violenta somente em quatro meses", afirma o jornalista Eduardo Machado, um dos criadores do blog. Para o grupo do PEbodycount, o medidor tem a função de controle social. "Não nos acostumamos com a apatia que caracteriza o Estado em relação ao assunto." Eles querem estimular o debate sobre o que cada um pode fazer a respeito da falta de segurança e também cobrar ações das autoridades.

Uma pesquisa sobre a insegurança que domina o morador da capital pernambucana, realizada pelo Instituto Maurício de Nassau - vinculado à faculdade - foi divulgada no evento que marcou a instalação do contador eletrônico. O governo de Pernambuco não alcançou o objetivo do plano para a segurança pública Pacto Pela Vida, lançado em maio, com a meta de reduzir em 12% o número de homicídios no período (maio de 2007 a abril de 2008) em relação aos 12 meses anteriores. O balanço ainda não foi fechado, mas a redução deverá ficar em torno de 7%.

Assessor do governador Eduardo Campos (PSB) na área da segurança, o sociólogo e pesquisador José Luiz Ratton, presente ao evento, destacou que o governo do Estado teve o mérito de reverter uma tendência (de número de assassinatos) que parecia ascendente nos últimos anos. A meta de 12% fica mantida para o próximo período.

O PEbodycount havia chamado a atenção para a violência que marca, especialmente, o Grande Recife, com a ação Marcas da Violência - a pintura de um corpo, em vermelho, no chão, nos locais onde ocorriam os assassinatos. A cada morte assinalada no portal do movimento, há um pouco da história da vítima - "uma forma de prestar uma homenagem àqueles com quem as autoridades e a sociedade não se importam". O trabalho do grupo é voluntário, não tem remuneração.

Leia mais sobre: Violência - Pernambuco

    Leia tudo sobre: violência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG