Uma criança recém-nascida morreu na noite de ontem após ter sido abandonada pela mãe dentro de uma sacola plástica em um ponto de ônibus na região central de Brasília. Raquel Lopes Cordeiro teve o bebê em um parto improvisado dentro de um quarto de hotel e, após abandonar a menina de pouco mais de três quilos, procurou atendimento médico.

Ao se deparar com o cordão umbilical exposto, o médico que cuidava da recepcionista de 28 anos desconfiou e chamou a polícia. A mãe, que informou o local do abandono, pode ser denunciada por infanticídio.

Após uma gravidez indesejada, Raquel deixou a residência na Cidade Ocidental (GO), nas proximidades de Brasília, para realizar o parto com a ajuda de um amigo em um hotel no centro da capital federal. O procedimento aconteceu durante a tarde de ontem. "Ela nos disse que o principal problema era o trabalho, onde as pessoas desconheciam essa gravidez", disse o delegado Gustavo Farias que cuida do caso. Raquel é recepcionista em um bar na área nobre de Brasília.

Após o parto, a mãe colocou a filha em uma sacola e abandou a criança em um local próximo a dois hospitais, o de Base e o Sarah Kubistchek. Sagrando muito, a recepcionista procurou, em seguida, atendimento em outro hospital, o Regional da Asa Norte."Ela tinha sangramento vaginal e o médico que a atendia retirou o cordão umbilical. Na sequencia, foi retirada a placenta. A paciente foi internada e a polícia foi acionada", afirmou o chefe do plantão do hospital, Fernando Moraes.

Aos policiais, Raquel confessou o ocorrido e informou o local em que abandonou a filha. Segundo a polícia, a criança foi encontrada ainda com vida, mas em estado gravíssimo. Estima-se que o bebê tenha ficado cerca de três horas dentro da sacola. Após dar entrada no hospital, a recém-nascida morreu.

Segundo o delegado Gustavo Farias, serão feitas análises no corpo do bebê para que seja possível estabelecer qual o crime cometido. Não está descartada a possibilidade de que a mãe tenha tentado matar a criança antes do abandono. A depender dos exames, a mãe pode ser condenada por infanticídio ou abandono de incapaz.

#ET

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.