Rebelo: relatório sobre meio ambiente deve sair em 2010

O relator da comissão especial do meio ambiente da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), afirmou esta tarde que o relatório sobre o assunto apenas deverá ser entregue no início de 2010. Não temos cronograma para a entrega do relatório, mas dificilmente será este ano ainda, disse a jornalistas após participar da sessão da comissão.

Agência Estado |

Hoje, foi realizada a primeira reunião após a aprovação dos requerimentos da comissão especial do meio ambiente na Câmara. Em uma sessão esvaziada, com apenas cinco deputados, foram ouvidos o superintendente de infraestrutura rodoviária da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Mário Mondolfo, e o gerente de meio ambiente da Agência Nacional de Transporte Aquaviário (Antaq), Marcos Maia Porto.

Era aguardada para hoje a divulgação, pelo deputado Rebelo, do roteiro com as linhas para as próximas sessões, mas a publicação do documento foi adiada. Indagado por jornalistas o motivo pelo qual não apresentou o cronograma, hoje, conforme o esperado, Rebelo foi evasivo: "pois não deu, não é?".

Os membros da mesa-diretora se reuniram à tarde para tratar desse assunto, segundo ele. "Há indicação, por exemplo, de 200 ONGs (Organizações Não-Governamentais). Não dá para ouvir todas, e vamos escolher as mais representativas", explicou. Para o deputado, a ausência de convidados na sessão de hoje pode estar relacionada a um chamado feito muito em cima da hora.

Estão previstas para a próxima sessão (quinta-feira, às 9 horas), de acordo com a assessoria do deputado Moacir Micheletto (PMDB-PR), as presenças de cinco ministros: Márcio Fortes (Cidades), Hélio Costa (Comunicações), Geddel Lima (Integração Nacional), Luiz Barretto (Turismo) e Nelson Jobim (Defesa).

Rebelo evitou também comentar a afirmação do deputado Sarney Filho (PV-MA) de que não haveria necessidade de continuação dos trabalhos da comissão especial, já que a comissão permanente da Câmara também debate esse tema. "Só estou pensando no que tenho que fazer na comissão especial. O que está fora disso, não é da minha alçada", argumentou.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG