Rebelião em prisão de Ribeirão Preto tem uma morte

A rebelião de ontem no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Ribeirão Preto resultou na morte de um preso e três ficaram feridos. Os problemas começaram às 13h30 da tarde e terminaram por volta das 23h30, com a entrada da tropa de choque da Polícia Militar no prédio, que resgatou um agente penitenciário refém.

Agência Estado |

Os detentos reclamam da superlotação. O local tem capacidade para abrigar 768 pessoas, mas está com 1,1 mil presos. Essa superlotação, segundo a advogada Ana Paula Vargas Melo, da Comissão de Direitos Humanos da OAB, estaria fazendo com que as mulheres sejam oprimidas e maltratadas durante a visita, gerando briga entre os detentos e limitando a entrada de alimentos no prédio.

Hoje pela manhã os policiais faziam um balanço dos estragos. Pelo menos cinco pavilhões teriam ficado destruídos. Os familiares dos presos continuam na frente do CDP em busca de informações. Pode haver transferência de presos para outros centros de detenção.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG