Reajuste nos preços dos remédios controlados é adiado

O reajuste de até 4,61% no preço dos medicamentos controlados pelo governo, que deveria ter entrado em vigor ontem, foi adiado para o próximo dia 9, por conta de problemas com as planilhas com os novos valores.

Agência Estado |

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirma que o aumento só será repassado para os consumidores entre os dias 10 e 15 de abril. Mais de 20 mil remédios terão alteração nos seus valores com a medida.

O adiamento do prazo de vigência da correção dos preços foi publicado no Diário Oficial da última sexta-feira. Segundo a Anvisa, a indústria farmacêutica tinha até ontem para enviar as planilhas com os novos preços, mas um problema no sistema, detectado na última semana, levou a Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed) a postergar a data, a fim de dar mais tempo às empresas.

Essas tabelas atualizadas são usadas para fazer as novas listas de preço utilizadas pelos funcionários das farmácias no momento das vendas ao consumidor. Sem elas, não é possível saber o valor máximo permitido para cada produto. As informações são do "Jornal da Tarde".

    Leia tudo sobre: remédios

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG