A editora da Readers Digest, que publica há 87 anos a revista mensal Seleções e afirma possuir a maior difusão mundial para uma publicação mensal, confirmou nesta segunda-feira que declarou falência das atividades da revista nos Estados Unidos, como havia sido anunciado na semana passada.

A editora também confirmou que pretende utilizar a lei de falência para refinanciar sua dívida junto aos credores.

Em uma declaração, a editora sediada em Pleasantville (estado de Nova York) anunciou que vai pedir o amparo do Capítulo 11 da lei de falências para resgatar parte de sua dívida de US $ 1,6 bilhão.

A falência só se aplica aos negócios da editora nos Estados Unidos, e não afetará operações na América Latina, Canadá, Europa, África e Oceania.

jug/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.