Raúl Castro destaca relação fraterna de Cuba com o Brasil

BRASÍLIA (Reuters) - Ao ser recebido pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Palácio do Planalto, o presidente cubano Raúl Castro disse que as relações entre os dois países são fraternas e vão além das imagens protocolares. O comentário de Raúl foi feito diante de jornalistas, logo depois que subiu a rampa do Palácio do Planalto e foi recepcionado por Lula. Ao entrarem juntos no saguão e se prepararem para as fotos, Raúl falou a Lula.

Reuters |

"Querem que façamos como os políticos da União Européia, que se dão as mãos, sorriem, mas não têm as relações fraternas que nós temos."

Lula se limitou a sorrir e o levou para uma reunião privada. Depois, os dois almoçam no Itamaraty.

Esta é a primeira viagem internacional de Raúl Castro desde que assumiu oficialmente a presidência de Cuba, substituindo o irmão Fidel, em fevereiro. Raúl passou primeiro pela Venezuela, principal parceiro comercial de Cuba, e depois veio para o Brasil, onde participou da Cúpula da América Latina e do Caribe, na Costa do Sauípe, na Bahia.

Durante o encontro na Bahia, os líderes latino-americanos pediram ao presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, que suspenda o embargo norte-americano a Cuba, assim que tomar posse, em janeiro.

(Reportagem de Fernando Exman)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG