Raposo Tavares e Bandeirantes têm pontos de lentidão

O motorista que trafega pela Raposo Tavares, no sentido capital, enfrenta lentidão na altura do quilômetro 99, no município de Sorocaba. Desde a madrugada desta segunda-feira, a faixa da direita da pista encontra-se interditada devido a dois acidentes envolvendo 18 veículos e sete vítimas.

Agência Estado |

Dentre as vítimas, uma encontra-se internada no Pronto Socorro de Sorocaba em estado grave.

O acidente ocorreu por volta das 5h30. Uma carreta que transportava cimento chocou-se com uma van e derrubou parte da carga na pista. Em seguida, devido à nuvem de poeira provocada pelo cimento, 16 carros provocaram um engavetamento. Além das seis vítimas envolvidas diretamente no acidente, um homem que passava pela ponte sobre o Rio Sorocaba na hora do engavetamento atirou-se no rio e ficou gravemente ferido. Segundo a Polícia Rodoviária, a vítima foi levada ao Pronto Socorro de Sorocaba.

A Viaoeste, concessionária que administra as Rodovias Raposo Tavares e Castello Branco, informou que apenas uma das faixas da Raposo está liberada para o tráfego. Para amenizar o trânsito no local, a Viaoeste e a Polícia Rodoviária indicam um desvio na altura do quilômetro 100 da Raposo, pela Avenida Dom Aguirre.

A Bandeirantes apresentava dois pontos de lentidão por volta das 12h30. No início da rodovia, ainda no município de São Paulo, entre os quilômetros 36 e 37, o motorista precisava reduzir a velocidade por causa da realização de obras nas pistas. Do quilômetro 67 ao 71, no município de Indaiatuba, o trânsito estava congestionado. De acordo com informações da Autoban, o excesso de veículo era provocado pelo movimento de pessoas que se dirigiam ao Parque Hopi Hari. Exceto os dois trechos, a Bandeirantes operava sem pontos de lentidão nos dois sentidos. O mesmo era verificado nas Rodovias Anhanguera e Castello Branco.

No sentido Litoral Sul do Estado, as rodovias Imigrantes e Anchieta, também por volta das 12h30, tinham trânsito intenso, com tráfego de 5 mil veículos por hora no sentido litoral, mas não há registro de acidentes. De acordo com a Ecovias, na última hora haviam descido 4,520 mil veículos para o Litoral. Naquele momento, o complexo Anchieta/Imigrantes ainda trabalhava com a operação descida, no esquema 5 X 5. A partir das 17 horas, a Ecovias deve implantar a operação subida, com as seis pistas da Imigrantes subindo para a capital e apenas duas da Anchieta passando a serem usadas para a descida. Do meio dia de quinta-feira passada até hoje, cerca de 360 mil veículos deixaram a capital rumo à Baixada Santista.

As rodovias federais Regis Bittencourt, que liga São Paulo ao Sul do País; Fernão Dias, que interliga os estados de São Paulo e Minas Gerais; e Presidente Dutra, que liga São Paulo ao Rio de Janeiro, apresentam trânsito normal nos dois sentidos. A visibilidade era boa não havia registros de acidentes.

Na capital, o motorista só enfrenta lentidão na Marginal do Tietê, na altura da Ponte do Piqueri, no sentido Rodovia Ayrton Senna, por causa da colisão entre dois carros de passeio. A pista esquerda da via expressa encontra-se interditada. A melhor opção é acessar as pistas locais da Marginal.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG