Guernica de Picasso sofreu danos com o tempo - Brasil - iG" /

Raios X mostram que Guernica de Picasso sofreu danos com o tempo

MADRI ¿ O quadro Guernica retrata um grande sofrimento, mas sua própria saúde não corre riscos. Esse é o diagnóstico depois que o quadro do século 20 do pintor espanhol Pablo Picasso passou por seu primeiro teste de raios X no Museu Reina Sofia.

AP |

Radiação revelou que pintura de Picasso
possui 129 rachaduras e manchas / AP

O procedimento na enorme obra de 3,5m por 7,8m foi parte de uma série de testes que teve início há um ano nessa que é uma das mais conhecidas pinturas do mundo. A última grande análise de "Guernica" mostrou 129 imperfeições (de rachaduras a manchas), todas atribuídas ao passado difícil do quadro.

"Os raios X possibilitam que nós vejamos em que condições está a pintura, sua maquiagem, as cores e os danos que sofreu", afirmou o diretor do Museu Reina Sofia, Borja-Villel. "A boa notícia é que o resultado do último exame mostra que as imperfeições não aumentaram. Mas o tempo não perdoa ninguém, nem mesmo as pinturas."

Os estudos serão analisados em conjunto pelos especialistas do museu para produzir um diagnóstico completo da pintura até 2010. Até o momento, os testes mostram que o quadro precisa apenas de uma limpeza periódica e da remoção de algumas manchas causadas por restaurações anteriores, feitas pelo MoMA de Nova York em 1957.

"Guernica" foi feita sob encomenda do governo espanhol ao pintor Picasso para representar o país na Exposição Universal de 1937 em Paris, quando a Espanha se encontrava em meio a uma sangrenta guerra civil iniciada pelo futuro ditador Francisco Franco. Quando a feira terminou, o quadro viajou por mais de 20 anos, visitando dezenas de cidades em ambos os lados do Atlântico.

"Cada vez que o quadro era levado de um lugar para outro tinha que ser retirado de seu suporte e enrolado. Ao longo dos anos, isso deixou sua marca até que um dia, no começo dos anos 1960, o próprio Picasso disse 'Chega!'", disse Borja-Villel. "A pintura tem uma constituição robusta, mas seus dias de viagem acabaram", afirmou.

A pintura realizou sua viagem final quando foi transferida à Espanha, em 1981, dos Estados Unidos, onde estava sob os cuidados do MoMA em um longo empréstimo feito pelo pintor até que a democracia fosse restituída ao seu país.

Depois de viajar por mais de 20 anos, obra não será mais emprestada / AP

A pintura em preto e branco mostra figuras atormentadas e distorcidas (humanos e animais) e representa os horrores da guerra mecanizada. Picasso, o pai da arte moderna, foi uma figura conhecida naquele período e a obra se tornou rapidamente um ícone artístico e político. Desde então, é uma das obras mais estudadas da história da arte moderna.

Guernica, a antiga capital do país Basco, teve uma feira de primavera bombardeada no dia 26 de abril de 1937, pela Alemanha e Itália. Os líderes fascistas dos países eram aliados de Franco em uma guerra civil que preparou o terreno para a Segunda Guerra Mundial. Apesar da estimativa variar muito, historiadores afirmam que registros locais confirmam pelo menos 120 pessoas morreram no bombardeio.

Leia mais sobre: Picasso , Guerra Civil Espanhola

    Leia tudo sobre: picasso

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG