Rafael Ilha não será mais candidato a vereador pelo PTB

SÃO PAULO ¿ A candidatura do cantor e ex-integrante do grupo Polegar, Rafael Ilha Alves Pereira, a vereador da cidade de São Paulo nas próximas eleições municipais foi cancelada nesta quinta-feira. Segundo o presidente da Executiva Estadual do PTB, o deputado Campos Machado, a cassação aconteceu diante da gravidade dos fatos ocorridos recentemente envolvendo o nome do artista.

Redação |

"Estamos construindo o mais forte e mais moderno partido político que este Estado já conheceu e fatos como este, infelizmente, nos levam a tomar medidas necessárias na defesa da mais tradicional agremiação partidária do país", afirmou o líder PTBista.

Segundo a assessoria do PTB, o partido ainda não tinha realizado o registro do candidato no Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Tentativa de seqüestro

Rafael Ilha Alves Pereira, de 35 anos, foi preso em flagrante na noite da última terça-feira por tentativa de seqüestro na região central de São Paulo. O acusado teria tentado levar, à força, a dona de casa Karina de Souza Costa, de 28 anos, para a clínica de reabilitação de dependentes químicos em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo.

AE
Rafael Ilha em delegacia de São Paulo
Rafael Ilha em delegacia na região central de São Paulo na terça-feira

Em depoimento ao delegado Diogo Dias Zamut Júnior, no 5º Distrito Policial da Aclimação, Ilha disse que o ex-marido de Karina, Pedro José de Santana Vaz, de 36 anos, que está em Macapá (AP), havia solicitado a internação dela para um tratamento de desintoxicação.

O ex-Polegar acrescentou que Vaz teria ligado para a ex-mulher e pedido que ela fosse até o prédio onde ele mora, na Bela Vista, para pegar o dinheiro das mensalidades escolares dos dois filhos do casal. Ao chegar ao local, Karina foi atacada por Ilha e funcionários da clínica, que tentaram sedá-la com auxílio de uma seringa e algodão embebido em éter.

Ao ouvirem gritos de socorro, testemunhas acionaram a polícia. Os acusados foram autuados em flagrante por tentativa de seqüestro e formação de quadrilha.

Leia mais sobre: Rafael Ilha

    Leia tudo sobre: eleições municipaisprisãoptbrafael ilhaseqüestrosão paulovereador

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG