Racha na base e baixo clero desafiam candidatura de Temer na Câmara

BRASÍLIA - Menos de uma semana após o primeiro turno das eleições municipais e ainda sob a agitação do segundo turno, a disputa pela presidência da Câmara e do Senado já sinaliza para um racha entre partidos da base aliada. E para embolar ainda mais as articulações, oposição e base reivindicam cargos em troca de apoio à candidatura do presidente do PMDB, Michel Temer (SP), que precisa da maioria para conquistar, pela terceira vez, a presidência da Câmara.

Congresso em Foco |

De olho no apoio da bancada mais numerosa da oposição ¿ o PSDB, que conta com 59 deputados ¿, Temer já ofereceu o cargo de primeiro vice-presidente aos tucanos. Entre troca, o líder do PSDB na Câmara, deputado José Aníbal (SP), que confirmou ao Congresso em Foco a articulação, garante apoio do partido à candidatura do presidente peemedebista. Evidente que apoiando uma candidatura, um partido pleiteia o melhor lugar. E esse lugar, no que se vê, seria uma primeira vice-presidência, diz Aníbal.

Leia tudo no Congresso em Foco

    Leia tudo sobre: congresso em foco

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG