LOS ANGELES, 7 de maio (Hollywood Reporter) - Uma versão pirata inacabada de X-Men Origens: Wolverine que apareceu na Internet no dia 30 de março, bem antes da estreia do filme campeão de bilheterias nos cinemas, foi alvo de cerca de 4 milhões de downloads, informou a Fox, da News Corp., na quarta-feira. O prejuízo trazido por esses downloads à bilheteria de Wolverine é algo discutível, mas os 4 milhões de downloads contabilizados pela Fox representam cerca de quatro vezes o número estimado anteriormente.

No ano passado, com o preço médio do ingresso a 7,18 dólares, a pirataria pode em tese -- embora a cifra não seja provável -- ter custado 28,7 milhões de dólares a Fox.

"A pirataria é uma questão séria para nós. Nós agora estimamos que haja mais de 4 milhões de downloads daquele filme roubado de "Wolverine" que está por aí", disse o presidente da News Corp., Peter Chernin, a analistas de Wall Street na quarta-feira.

Chernin e o chairman Rupert Murdoch falaram em uma teleconferência. Mais tarde uma porta-voz da News Corp. confirmou que a estatística era de 4 milhões e não 1 milhão, o número menor foi tido como verdade por muitos dias.

Chernin disse na teleconferência que muitos sites da Internet que negociavam ilegamente "Wolverine" foram suspensos.

A pirataria de propriedade intelectual, incluindo filmes, disse Chernin, é "tão grande quanto um ato de espionagem industrial, sabotagem industrial, como temos visto em termos de seu impacto econômico".

Apesar disso, "Wolverine" marcou a melhor estreia de fim de semana do que qualquer outro filme neste ano.

Murdoch disse na teleconferência na quarta-feira: "Para a Fox, nós não poderíamos estar mais felizes com uma estreia de 85 milhões de dólares de 'Wolverine' na semana passada".

(Reportagem de Paul Bond)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.