O épico futurista Avatar e o drama O amor sem escalas (Up In the Air) lideram a lista dos indicados para o 67o. Globo de Ouro divulgados nesta terça-feira pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, que entregará os prêmios em cerimônia no próximo dia 17 de janeiro.

Apesar do fato de "Avatar" ainda não ter sido lançado na América do Norte, o filme de James Cameron conquistou quatro indicações, incluindo de melhor filme dramático e melhor diretor. Essas indicações certamente darão um impulso a mais ao sucesso do filme, que já mereceu críticas elogiosas depois de sua première mundial em Londres, na semana passada.

Contudo, o diretor de Titanic" vai encarar uma boa competição com "O amor sem escalas", a aclamada história de um alto executivo vivido por George Clooney e que começa a questionar sua vida.

O filme lidera a lista com seis indicações, entre elas de melhor drama, melhor ator (Clooney), melhor diretor (Jason Reitman), e melhor atuação coadjuvante para Vera Farmiga e Anna Kendrick.

As esperanças de "Avatar" e "Amor sem escalas" pode bater de frente, no entanto, com o drama da guerra no Iraque "Guerra ao terror" ("The Hurt Locker"), da diretora Kathryn Bigelow.

Além de melhor drama, o filme levou indicação de melhor diretor para Bigelow, cujo filmes anteriores incluem o cult estrelado por Patrick Swayze "Caçadores de emoção".

Outros indicados para melhor drama incluem "Bastardos inglórios", de Quentin Tarantino, e "Precious," sobre uma adolescente obesa, sem instrução e vítima de agressões.

Tarantino também mereceu uma indicação para melhor diretor por seu filme, que levou quatro indicações.

No entanto, a surpresa ficou para a não indicação de "Invictus", o drama de Clint Eastwood sobre os esforços do ex-presidente sul-africano Nelson Mandela para unir seu país dividido pelo apartheid.

Embora o filme tenha conseguido indicação de melhor diretor e melhor ator para Morgan Freeman, foi ignorado para a categoria principal.

Os adversários de Freeman como melhor ator dramático incluem Clooney, Jeff Bridges ("Crazy Heart"), Colin Firth ("A Single Man") e Tobey Maguire ("Brothers").

Ao contrário do Oscar, o Globo de Ouro divide a categoria principal em drama e comédia ou musical, assim como também premia as categorias relativas a produções da TV.

E os Globos de Ouro realmente são vistos como uma prévia para os indicados justamente ao Oscar, que no próximo ano será entregue no dia 7 de março.

Embora 67,4% dos filmes que levaram o Globo de Ouro também tenham ganhado o Oscar, essa tendência não se registrou nos últimos anos.

Já o badalado "Quero ser um milionário" é o único filme que nos últimos cinco anos conseguiu juntar a vitória no Globo de Ouro com o Oscar.

Na categoria comédia ou musical, "Nine", de Rob Marshall e inspirado em "8 1/2 de Fellini", é o franco favorito em comparação com seus adversários, "Se beber, não case", "Simplesmente complicado" ("It's Complicated"), "Julie & Julia," e "(500) Com ela".

"Nine", que fala de um diretor de filme italiano e as demandas de sua vida amorosa, levou cinco indicações, incluindo melhor ator para Daniel Day-Lewis e melhor atriz para Marion Cotillard e atriz coadjuvante para Penelope Cruz.

Cotillard vai disputar com Julia Roberts ("Duplicidade") Sandra Bullock ("A proposta") e Meryl Streep, que recebeu dupla indicação na categoria comédia por "It's Complicated" e "Julie & Julia."

Bullock também recebeu duas indicações, uma na comédia e outra como melhor atriz dramática por "The Blind Side".

As outras indicadas nessa categoria são Emily Blunt ("The Young Victoria"), Helen Mirren ("The Last Station"), Carey Mulligan ("An Education"), Gabourey Sidibe ("Precious").

Na categoria televisão, também houve uma farta distribuição de indicações.

"Big Love/Amor imenso", "Dexter", "House", "Mad Men" e "True Blood" disputam como melhor drama, enquanto que "Entourage", as novatas "Glee" e "Modern family", "The Office" e mais uma vez "30 Rock" foram indicadas na categoria melhor comédia ou musical.

AFP/fp/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.