LOS ANGELES ¿ O longa independente Slumdog Millionaire foi o grande vencedor da 14ª edição do Critics Choice Awards, premiação dada pela crítica de cinema nos Estados Unidos.

Prêmio de ator coadjuvante para Heath Ledger
foi aceito pelo diretor Christopher Nolan / Reuters

"Slumdog Millionaire" obteve cinco dos seis prêmios a que concorria, entre eles o de melhor filme, melhor diretor, para Danny Boyle, e melhor roteiro, para Simon Beaufoy. O protagonista do filme, Dev Patel, foi considerado o melhor jovem ator de 2008 e A.R.Rahman, levou o prêmio na categoria de melhor trilha sonora.

A premiação, entregue pela Broadcast Film Critics Association (BFCA), maior organização de críticos dos EUA, serviu para lembrar também de "Milk" e de "Batman - O Cavaleiro das Trevas", duas produções que tiveram poucas indicações ao Globo de Ouro.

O drama sobre a luta política de Harvey Milk pelos direitos dos homossexuais em San Francisco deu o prêmio de melhor ator para Sean Penn e levou o de melhor interpretação conjunta.

O momento mais emocionante da festa, realizada nos salões do Centro Cívico de Santa Monica, em Los Angeles, foi o prêmio dado ao falecido Heath Ledger de melhor ator coadjuvante, por seu papel em "O Cavaleiro das Trevas". Os presentes ficaram de pé e ovacionaram Ledger, que morreu com 28 anos em janeiro de 2008 vítima de uma overdose de remédios.

O diretor da sequência de "Batman", Christopher Nolan, se encarregou de receber o prêmio de Ledger e assegurou que "trabalhar com ele foi uma das maiores experiências" que teve.

Junto com o prêmio de Ledger, "O Cavaleiro das Trevas", sucesso de bilheteria, levou o de melhor filme de ação do ano, na frente de outras produções com grande sucesso de público também, como "Homem de Ferro" e "Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal".

Uma emocionada Anne Hathaway ("O Casamento de Rachel") compartilhou o título de melhor atriz do ano com a ausente Meryl Streep ("Dúvida"), após um empate entre os votos dos críticos.

Anne Hathaway recebeu prêmio de atriz,
em empate com Meryl Streep / Reuters

Winslet supera Penépole Cruz

Kate Winslet foi a melhor atriz coadjuvante de 2008, por seu papel em "O Leitor", resultado que deixou mais aberta a disputa no quesito para o Globo de Ouro.

Até o momento, apenas os críticos de Chicago tinham apostado em Winslet ao invés da espanhola Penélope Cruz, que foi María Elena no filme de Woody Allen "Vicky Cristina Barcelona". A espanhola já tinha saído vencedora da maioria dos prêmios dados pelos comentaristas de cinema dos EUA, como os de Los Angeles, Nova York e Boston.

Não houve surpresas na categoria de animação e o favorito "Wall-E" arrebatou um novo prêmio, batendo o longas da Disney "Bolt - Supercão" e "Kung Fu Panda", da DreamWorks.

A melhor canção foi para "The Wrestler" pelo tema homônimo de Bruce Springsteen. "Man On Wire" foi considerado o melhor documentário de 2008, "John Adams" o melhor filme para TV, e o melhor longa em língua estrangeira foi para "Waltz with Bashir", sobre o drama humanitário de 1982 em Sabra e Shatila, no Líbano. O ator Richard Gere foi homenageado com o prêmio honorífico Joel Siegel.

Produções cotadas a concorrer ao Oscar como "O Curioso Caso de Benjamin Button" e "Frost/Nixon", com oito e quatro indicações respectivamente, saíram de mãos vazias e foram as grandes derrotadas da noite. O mesmo aconteceu com as produções de Clint Eastwood "A Troca" e "Gran Torino".

(Reportagem de Fernando Mexía)

Leia mais sobre: Oscar 2009

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.