LOS ANGELES ¿ Em Lua Nova, a sequência do filme Crepúsculo, a adolescente Bella Swan é abandonada por seu namorado vampiro, mergulha numa depressão para depois embarcar em um avião rumo à Itália atrás dele. Isso pode soar um pouco radical, mas a atriz Kristen Stewart acha que Bella dá um bom exemplo às meninas.

Reuters

Kristen Stewart se diverte na tapete vermelho de "Lua Nova", em Los Angeles

"Lua Nova" estreia nos cinemas na sexta-feira e, a julgar pelo interesse antecipado que vem suscitando, as bilheterias do primeiro fim de semana em cartaz devem ser tão radicais quanto a trama.

O filme já teve o maior número de ingressos comprados antecipados em toda a história da loja online Fandango.com. Na tarde de terça-feira, a MovieTickets.com já anunciava 2.200 sessões do filme com lotação esgotada antecipadamente.

Numa première do filme em Los Angeles, milhares de fãs delirantes gritavam e balançavam cartazes diante de seus atores favoritos. O site de relacionamento MySpace transmitiu o evento ao vivo e atraiu quase 3 milhões de espectadores.

"Crepúsculo" rendeu 384 milhões de dólares nas bilheterias mundiais com a história de amor entre a estudante Bella (Kristen Stewart) e o vampiro Edward (Robert Pattison). Em "Lua Nova", porém, Edward parte o coração dela e embarca para a Itália.

Bella passa meses em depressão, sentada diante da janela durante o dia e gritando na cama à noite. Entre uma coisa e outra, ela se consola com seu amigo Jacob Black, que é lobisomem. Mas quando um visitante diz a ela que Edward está correndo perigo, Bella embarca em um avião para a Itália para salvá-lo.

Indagada se as ações de Bella dão um mau exemplo para as meninas de 13 anos que formarão grande parte do público do filme, Kristen respondeu que acha que a mensagem do filme é positiva.

"Seja radical", disse a atriz. "Vá atrás do que quer. Acho que a mensagem é essa. Sei que este filme fala de mortalidade e imortalidade, mas a gente só vive uma vez".

A série "Crepúsculo", da qual "Lua Nova" é o segundo filme, é baseada nos livros de Stephenie Meyer, que, segundo a editora, já venderam 85 milhões de exemplares em todo o mundo. Muitos fãs dos quatro livros da série são meninas adolescentes ou pré-adolescentes. Bella, a narradora dos livros, é a personagem com quem elas mais se identificam.

"Ela tem muitas qualidades tipicamente femininas", disse Kristen. "Como personagem literária, acho maravilhoso que tantas meninas possam espelhar-se nela, porque ela é volúvel e não tem vergonha disso".

Enquanto Kristen Stewart tem sua opinião própria sobre a mensagem do filme, o diretor de "Lua Nova", Chris Weitz, que também dirigiu a fantasia de 2007 "A Bússola de Ouro" e a série cômica teen "American Pie", discorda.

"Vou usar a seguinte palavra: sexualidade. É ok empregar essa palavra, porque realmente a mensagem desses filmes é que a sexualidade é uma coisa muito importante. E na verdade os filmes são bastante tradicionais nos valores que transmitem", disse o diretor.

"Quando Edward pensa se deve ou não transformar Bella em vampira, ele está levando essa questão muito a sério, do mesmo modo como a sexualidade deve ser levada a sério e como se deve pedir aos adolescentes que a levem a sério", acrescentou.

Leia mais sobre: Lua Nova

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.