LONDRES - O cantor americano Lenny Kravitz lamentou nesta sexta-feira a morte de Michael Jackson e lhe rendeu tributo ao afirmar que se não fosse por ele, não seria músico.

Em mensagem no "Twitter" e distribuída por assessoria, Kravitz disse que, antes de morrer, Michael já tinha dado ao público "tudo o que tinha de dar".

"Nunca haverá outro talento como Michael Jackson", afirmou Kravitz, que acrescentou que ele "foi um menino que Deus abençoou com uma voz angelical".

"Escutem um dos primeiros álbuns do 'Jackson Five' e ouçam essa voz. A pureza, o sentimento, a interpretação das letras", disse o músico nova-iorquino, que comparou Michael a James Brown e Aretha Franklin.

Kravitz, que está no Reino Unido em turnê, contou que a primeira apresentação ao vivo que assitiu foi de Michael Jackson, quando tinha apenas 8 anos.

"Se não fosse por ele, não estaria fazendo o que faço. Ele era música. Ponto", concluiu.

Retorno aos palcos

O cantor se apresentou no Brasil em 1993, quando fez dois shows, no Rio de Janeiro e em São Paulo. Você viu alguma dessas performances? Mande seu relato para o Minha Notícia  ou para o Videomensagem .

Na ocasião do aniversário de 50 anos do cantor, em agosto do ano passado, o iG preparou um especial com biografia, fotos, músicas e curiosidades sobre o cantor. Clique na imagem abaixo para acessar:



O retorno do cantor aos palcos estava marcado para acontecer dia 13 de julho, em Londres em uma temporada de 50 apresentações na 02 Arena.

As apresentações foram anunciadas em uma coletiva de imprensa na capital inglesa. Confira o vídeo da coletiva .

Contudo, recentemente diversas notícias especulavam sobre seu estado de saúde e colocavam em dúvida a realização dos shows do cantor.

Relembre as fases da carreira de Michael Jackson; veja o vídeo:


Leia também:


A carreira de Michael Jackson


Opinião


Leia mais sobre Michael Jackson

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.