Queria que tivesse sido eu , diz Jermaine Jackson sobre morte do irmão - Brasil - iG" /

Queria que tivesse sido eu , diz Jermaine Jackson sobre morte do irmão

Nova York, 2 jul (EFE).- Jermaine Jackson, um dos irmãos do cantor americano Michael Jackson, disse hoje, na primeira entrevista que concedeu desde a morte do rei do pop, que desejaria ter morrido no lugar do astro.

EFE |

"Ele se foi cedo demais. Queria que tivesse sido eu", disse Jermaine entre lágrimas.

Numa entrevista à rede de TV "NBC", concedida no rancho Neverland, o também ex-integrante do Jackson 5 contou como foram difíceis os momentos que passou quando soube da morte do irmão.

Jermaine disse que se despediu de Michael com um beijo na testa e que ficou ao lado dos três sobrinhos quando estes foram ver o corpo do pai.

O irmão mais velho do "rei do pop", que há uma semana foi o encarregado de confirmar a morte do cantor à imprensa, afirmou que a família Jackson perdeu "um irmão, um herói". Jermaine também agradeceu a todos que ainda choram a morte de Michael.

"O mundo está de luto. Nós estamos de luto. Os fãs deles estão de luto. É algo irreal, incrível", declarou.

Para Jermaine, o mais difícil foi receber a notícia da morte de Michael da boca da mãe, "algo que ninguém pode imaginar".

O irmão do cantor afirmou que ficou muito emocionado ao ver o corpo "sem vida e sem fôlego" de Michael no hospital. Disse ainda que só não desabou nessa hora porque o irmão está "muito vivo em espírito" e que o que via era "simplesmente uma armadura".

"Beijei-o na testa, abracei-o, toquei-o e disse: 'Michael, nunca te abandonarei e você nunca me deixará'", contou Jermaine.

O irmão mais velho do artista também revelou que Prince Michael, Paris Michael e Prince Michael II viram o corpo do pai por recomendação do psicólogo do hospital, que disse que isso os ajudaria a superar a perda sofrida.

Jermaine insistiu que seu irmão, a quem descreveu "como um presente de Alá", estava bem de saúde e em condições de enfrentar a maratona de 50 shows que faria a partir deste mês, em Londres.

"Acho e estou convencido de que Michael era muito forte mental e fisicamente. Ele era um dançarino, nunca parou de dançar e estava preparado fisicamente (para os shows)", assegurou.

Em outro trecho da entrevista, o irmão de Michael garantiu que a mãe, Katherine, está preparada para assumir a custódia dos três filhos do cantor e que gostaria que "o rei do pop" fosse enterrado em Neverland.

"Sinto a presença de Michael aqui", disse Jermaine sobre o rancho, onde, inicialmente, aconteceria o funeral que, ontem, a família Jackson decidiu transferir para um ginásio. EFE dvg/sc

    Leia tudo sobre: michael jackson

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG