BRASÍLIA - O presidente em exercício, José Alencar, afirmou nesta sexta-feira (11) que o Governo respeita as decisões do poder judiciário em relação à Operação Satiagraha. Ele comentou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de soltar Daniel Dantas: obviamente todas essas decisões estão dentro da lei. Então, quem sou eu para falar alguma coisa, declarou.

    Alencar afirmou estar tranqüilo em relação ao desenrolar da operação da Polícia Federal, que culminou na prisão do banqueiro Daniel Dantas, do ex-prefeito de São Paulo, Celso Pitta, e do investidor Naji Nahas.

    Ainda segundo o presidente, as escutas telefônicas divulgadas pelo jornal "O Estado de São Paulo", que mostram o diálogo entre o advogado e ex-deputado petista Luís Eduardo Greenhalgh e o chefe de gabinete do presidente Luís Inácio Lula da Silva não tem nada comprometedor.

    "Eu conheço Gilberto (Carvalho, chefe de gabinete de Lula) e ele é uma pessoa rara tanto como cidadão, chefe de família e homem público, e no que eu li não há nada que afete a atuação dele no Governo. Você não tem como proibir que alguém faça um telefonema para quem quer que seja", ressaltou. Entretanto, na ocasião, Alencar esclareceu que todas as denúncias devem ser objeto de investigação rigorosa.

    Leia também:

      Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.