Ninguém impõe candidatura , diz Aécio sobre 2010 - Brasil - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Ninguém impõe candidatura, diz Aécio sobre 2010

SÃO PAULO (Reuters) - O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), afirmou nesta terça-feira que ninguém impõe uma candidatura e que a escolha do tucano que concorrerá à Presidência da República deve ficar para o final do ano que vem. Aécio disputa com o governador de São Paulo, José Serra, a indicação do candidato do PSDB à sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2010.

Reuters |

"Obviamente, ninguém impõe uma candidatura, mas eu digo com muita franqueza: essa decisão ainda está longe de ser tomada no meu partido", disse Aécio a jornalistas em cerimônia no Palácio da Liberdade, sede do governo mineiro, em entrevista divulgada pela assessoria de imprensa.

"Temos ainda uma longa estrada a percorrer e estarei discutindo idéias com o Brasil", previu.

As declarações foram feitas após a divulgação na segunda-feira de pesquisa que aponta a preferência do eleitor à candidatura de Serra. O governador paulista teria entre 36 por cento e 47 por cento das intenções de voto, dependendo do cenário, enquanto Aécio ficaria entre 12 e 23 por cento.

"Eu recebi com enorme alegria os dados dessa pesquisa. Não esperava que pudesse ter um reconhecimento tão amplo da população do Brasil hoje. Eu jamais disputei uma eleição presidencial, diferente da maioria dos nomes ali colocados", afirmou Aécio.

Ele citou ainda que teve 4 por cento das indicações na pesquisa espontânea, enquanto Serra aparece com 6 por cento. Na espontânea, o entrevistado cita o nome do candidato sem receber uma lista de opções do pesquisador.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG