lei seca ,bafômetro" lei seca ,bafômetro" Lei Seca aumenta lucro de empresas que vendem bafômetro - Brasil - iG" /

Lei Seca aumenta lucro de empresas que vendem bafômetro

SÃO PAULO - As distribuidoras de bafômetro descartável não podem reclamar da Lei Seca, que tem gerado polêmica entre motoristas e donos de bares. Segundo o diretor comercial da distribuidora AGS, Luciano Pimentel, em um período de 45 dias as vendas subiram de 20 mil para 50 mil unidades. A Lei Seca, que entrou em vigor na última sexta-feira (20), altera o Código de Trânsito Brasileiro e impõe penalidades mais severas para o motorista que dirigir embriagado.

Carolina Garcia, do Último Segundo |

O bafômetro descartável, também chamado de etiloteste químico, de uso individual, é utilizado para a identificação imediata da presença do álcool no ar expirado e a ultrapassagem ou não de uma marca delimitada. 

"Após a lei, nós vendemos 15 mil bafômetros só para particulares. As pessoas estão usando para se auto-testar, elas fazem o teste antes de sair de casa para saber se tem condições ou não de trafegar", disse Pimentel.

Os bafômetros à venda na internet, de todos os tipos e preços, vêm atraindo compradores desde a semana passada, quando a "Lei Seca" foi instituida pelo governo federal.

A loja virtual Health & Safety realizou na última quarta-feira uma compra de 12 mil unidades para armazenar no estoque. "Acreditamos que a procura irá aumentar, essa é a tendência", afirmou o diretor comercial do site, Marcelo Araújo, que vende por 13,50 a unidade do bafômetro descartável.

Segundo Araújo, "antes da vigoração da lei apenas curiosos procuravam pelo bafômetro. Desde a semana passada, notamos um significativo crescimento na venda desses produtos em nosso site. Em um curto período, nossas vendas cresceram de 15 para 62 unidades por dia".

Variedade de preços

No site Mercado Livre, seis modelos diferentes de bafômetros digitais estão à venda. Desde um chaveiro de R$29, ao aparelho sonoro para carros que, além de GPS e MP3, vem com um medidor de nível alcoólico embutido, por R$ 999.

Após a "Lei Seca", o objeto é procurado tanto por internautas curiosos quanto por autoridades municipais que buscam no aparelho uma maneira de diminuir abusos do uso do álcool na sua cidade.

O mais procurado, é o bafômetro digital portátil, que indica o nível de álcool pela cor, vermelho ou verde. Ao todo, mais de dois mil possíveis compradores já analisaram o produto, que está sendo vendido por R$ 79,90.

Ao clicar no bafômetro CA2000, vendido por $499, uma pessoa se apresentando como o presidente do Conselho de Segurança Pública afirmou em comentário que gostaria de adquirir um aparelho para uso das Polícias Civil e Militar de sua cidade.

No comentário, o comprador, como o nome de Adriano, questiona a vida útil do aparelho, preço das boquilhas, a existência de uma nota fiscal e se o produto é certificado pelo Inmetro. Ainda confuso, Adriano pergunta como é feita a calibração do aparelho.

Leia também:


Leia mais sobre: Lei seca

    Leia tudo sobre: lei seca " lei seca bafômetro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG