RIO DE JANEIRO - Cecília de Souza reconheceu as roupas da sobrinha, Rafaela de Souza, no Instituto Médico Legal (IML) do Rio de Janeiro na noite deste sábado. A menina de 8 anos está entre as vítimas da tragédia de Ilha Grande, em Angra dos Reis. http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2010/01/02/deslizamentos+causam+mortes+em+angra+dos+reis+9261279.htmlDeslizamentos na região deixaram ao menos 41 mortos. ¿Era uma anjo que Deus levou da gente¿, disse Cecília.

Os corpos do pai de Rafaela, Adauto de Souza, e de sua namorada, Priscila, também foram oficialmente identificados. Eles faziam parte do grupo de Arujá, no interior de São Paulo, que passou a virada do ano na ilha . A mãe de Rafaela, separada do pai, estava em Santos com o filho, irmão da menina.

Divulgação

Marcio Baccin e Giovanni estão
entre as vítimas do grupo de Arujá

O empresário Pablo Piasintini escapou do deslizamento que matou dezenas de pessoas em Ilha Grande. Ele integrava a mesma turma de amigos de Arujá. 

Graças a Deus não fui. No ano passado a turma passou a virada do ano em Florianópolis. Das 17 pessoas que estavam na casa soterrada pelo deslizamento, 4 sobreviveram e 4 estão desaparecidas, inclusive Rafaela. Nove corpos foram reconhecidos e identificados.

Éramos cerca de 30 amigos criados juntos desde pequenos. Só faltou o cordão umbilical para mostrar que éramos irmãos, disse Pablo ao iG. A mãe de Pablo, Janete Piasintini, foi ao IML do Rio para ajudar no reconhecimento das vítimas. Meu filho não foi Deus sabe porquê. Deus tem um propósito para tudo, afirmou.

Moradora de Angra dos Reis perde 11 parentes. Assista ao vídeo:

Leia mais sobre: Sankay - Angra dos Reis

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.