De onde tiraram que fugir da luta é se exilar? , questiona Dilma - Brasil - iG" /

De onde tiraram que fugir da luta é se exilar? , questiona Dilma

A pré-candidata do PT à presidência, Dilma Rousseff, usou o Twitter para explicar as declarações feitas no sábado em encontro com seis centrais sindicais em São Bernardo do Campo.

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

Dilma negou que tenha se referido ao fato de seu adversário José Serra (PSDB) ter se exilado no Chile durante a ditadura militar quando disse que não foge quando a situação fica difícil. "De onde tiraram que fugir da luta é se exilar? O exílio significou a diferença entre a vida e a morte para os exilados brasileiros. Grandes amigos meus corajosos e valorosos só tiveram uma saída na ditadura, se exilar. Querer dizer que eu os critiquei só pode ser má fé", disse a pré-candidata.

No evento de sábado Dilma listou seis coisas que não fará "de jeito nenhum". A primeira delas é não fugir. "Eu não fujo quando a situação fica difícil. Eu não tenho medo da luta. Posso apanhar, sofrer, ser maltratada, mas estou sempre firme com minhas convicções.

Em cada época da minha vida, fiz o que fiz por acreditar no que fazia. Só segui o que a minha alma e o meu coração mandavam. Nunca me submeti. Nunca abandonei o barco", disse ela.

Muitos participantes do evento interpretaram a frase como uma resposta aos adversários que a chamaram de terrorista por ter militado no Colina, um grupo de resistência à ditadura que defendia a luta armada. Serra, que era presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE) na época do golpe militar de 1964 se refugiu no Chile. Dilma, que iniciou a militância política depois do golpe, aderiu ao Colina, foi presa e torturada.

Leia também:

Leia mais sobre: Dilma Rousseff  - eleições 2010

    Leia tudo sobre: dilma

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG