Com este ato, a negociação está suspensa , diz presidente do Incra sobre invasão - Brasil - iG" /

Com este ato, a negociação está suspensa , diz presidente do Incra sobre invasão

BRASÍLIA - O presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Rolf Hackbart, disse, após a invasão da sede do instituto, em Brasília, que com este ato injustificável, a negociação está suspensa.

Redação |

Na manhã desta quinta-feira, um grupo da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (Fetraf) ocupou o prédio e, entre outras pautas, pede mais acesso a políticas de crédito.

Agência Brasil
Agência Brasil
Imagem do prédio do Inca invadido

De acordo com a assessoria do Incra, as negociações estavam sendo conduzidas desde a última sexta-feira, mas estão suspensas até a desocupação. Nestas condições, Hachbart afirmou não estar disposto a conversar com os manifestantes.

Para o presidente, a invasão é um ato injustificado, porque o Incra sempre negociou com trabalhadores sem-terra. Entre as outras reivindicações dos manifestantes estão o cumprimento de metas de reforma agrária para o assentamento de milhares de trabalhadores sem-terra e infraestrutura para os assentamentos existentes no entorno do Distrito Federal.

Agência Brasil
Agência Brasil
Manifestantes no prédio do Incra, em Brasília

A invasão teria acontecido em uma troca de guarda do prédio, por volta das 6h30 desta quinta-feira, sem confronto. Os funcionários do instituto estão sendo impedidos de entrar no prédio pelos manifestantes, que ocupam o hall de entrada e fecharam a porta principal. Policiais militares estão cercando a área, aguardando um desfecho.

O grupo, que inicialmente era formado por membros da Fetraf, agora conta com pessoas de um grupo dissidente do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e ligado à Central Única dos Trabalhadores (CUT).

Leia também:

Leia mais sobre: Incra

    Leia tudo sobre: incra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG