BRASÍLIA - O primeiro-secretário do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI), realizou nesta segunda-feira uma visita guiada com os jornalistas e assessores pela gráfica do Senado, palco de denúncias de contratações de 82 estagiários por atos secretos. A visita de mais de uma hora de duração pelos diversos setores do parque gráfico teve o objetivo de anunciar a abertura do local para a visitação pública gratuita a partir da próxima segunda-feira, 10 de agosto.


O Senado precisa mostrar a necessidade de sua existência. A decisão de hoje de tornar a gráfica aberta para visitação pública é uma ação neste sentido... A Casa do Povo (o Congresso) está aberta para o povo", afirma Fortes.

No evento, também foi lançado o novo site da Secretaria Especial de Editoração e Publicações , situado no portal do Senado.

A produção da gráfica é focada na impressão e editoração de seis tipos de publicações: as oficiais; a dos parlamentares (que inclui discursos diários em plenário); as do Conselho Editorial (em especial, livros sobre política e biografias de personalidades políticas nacionais, como Joaquim Nabuco e Luis Câmara Cascudo); edições técnicas; edições em braile e em multimídia (disponíveis em CDs e na internet).

Segundo o novo diretor da Gráfica, Florian Augusto Coutinho Madruga, o local conta com 1100 funcionários e cerca de 20 estagiários. Madruga afirma que há a necessidade de novas contratações de estagiários, devido a demanda de trabalhos.

Questionado sobre a divulgação do relatório da Comissão da Casa sobre os atos secretos, o senador Heráclito Fortes disse que os dados atualizados devem sair entre hoje e amanhã.

Sobre a transparência e a legalidade das futuras contratações, o primeiro-secretário fez questão de dizer que torce pela vitória da competência contra a vitória do QI (Quem indica).

As visitas à gráfica devem ser agendadas pelo telefone: (61) 3303 3777.

Leia também


Leia mais sobre crise no Senado

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.