Quimono curto de candidata a Miss Universo provoca polêmica no Japão

TÓQUIO ¿ A candidata japonesa finalista do concurso de beleza Miss Universo teve que modificar sua roupa de apresentação após provocar polêmica usando um quimono de couro preto tão curto que mostrava sua calcinha pink.

AFP |

AFP

Mistura explosiva: calcinha e cinta-liga aparente

O blog de Emiri Miyasaka, 25 anos, que se prepara para representar seu país na competição esse mês nas Bahamas, foi inundado por comentários indignados sobre o quimono ousado, que vinha acompanhado de cinta-liga pink aparente.

Muitos disseram que o quimono, apresentado pela primeira vez em um desfile durante entrevista coletiva em Tóquio, no mês passado, era vulgar e grosseiro.

"Nós estamos surpresos pelos comentários duros feitos por muitas pessoas", disse um funcionário da IBG Japan, companhia de moda e entretenimento que organiza a etapa japonesa da Miss Universo. A IBG disse que o quimono era originalmente comprido, mas que a estilista e diretora no Japão da Organização Miss Universo, Ines Ligron, decidiu encurtá-lo em uma decisão precipitada tomada antes da entrevista coletiva.

A companhia divulgou que Miyasaka vai usar uma roupa menos reveladora durante a competição, que começa suas classificações finais em 23 de agosto.

Ligron, que treina participantes japonesas do concurso por mais de uma década, incluindo a Miss Universo 2007 Riyo Mori, já disse em entrevistas anteriores que quer evoluir com o senso de beleza conservador do Japão.

Após a última polêmica, Ligron escreveu em seu blog: "Os dinossauros conservadores da moda estão criticando a roupa, enquanto so "fashionistas" amaram. Eu só me importo com os agitadores da indústria da moda."

Leia mais sobre: Miss Universo

    Leia tudo sobre: miss universo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG