O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, disse hoje que a compra de caças para a Força Aérea Brasileira (FAB) será uma decisão política e estratégica, exclusiva do presidente da República. A FAB tem o conhecimento tecnológico para fazer avaliações.

Agora, a decisão é política e estratégica e essa é exclusividade do presidente da República e de ninguém mais", disse Lula, em entrevista no Porto de Suape, em Ipojuca (PE).

Lula disse que ainda estuda as propostas para a aquisição dos caças, mas deixou claro que a que apresenta maior flexibilidade é a da França. "O presidente Nicolas Sarkozy foi o único que apresentou para mim, textualmente, uma proposta de repasse de tecnologia para fabricar avião aqui. Se alguém quiser ofertar mais, que oferte", afirmou.

Ele disse que a decisão de compra não está fechada porque a negociação envolve "muito dinheiro". Segundo o presidente o momento é de palpites.

Lula reclamou que em conversa recente com jornalistas no Palácio do Itamaraty, uma ironia feita por ele de que poderia ter os caças de graça foi tratada pela imprensa como uma afirmação. "Fico triste quando a imprensa não sabe o que é brincadeira ou ironia", disse o presidente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.