RIO DE JANEIRO ¿ Uma belíssima queima de fogos, que superou em luminosidade e duração o já tradicional e famoso réveillon carioca, deu hoje início no Rio de Janeiro às atividades culturais do Ano da França no Brasil.

Um espetáculo de luzes com oito toneladas de fogos de artifício em uma estrutura flutuante de 1 mil metros na lagoa Rodrigo de Freitas enfrentou durante meia hora a chuva que caiu sobre o Rio de Janeiro e maravilhou as cerca de 100 mil pessoas que se reuniram no local.

O estádio de remo da lagoa foi o palco para as coreografias e apresentações que deram a abertura oficial ao programa cultural que conta com o apoio dos Governos de Brasil e França e que já foi realizado em 2005 em território francês com espetáculos brasileiros.

"O encontro da água e do fogo" foi o slogan do evento, pois segundo o coordenador do espetáculo, Steffen Dauelsberg, "há um encontro da natureza com a água e um encontro entre duas culturas ao unir esses dois elementos".

A mesma companhia responsável pelo espetáculo de luzes no Ano Novo de 2000 na Torre Eiffel, em Paris, e nos Jogos Olímpicos de Atenas 2004, na Grécia, foi a encarregada da montagem desta terça-feira no Rio.

O ato foi presidido pelos ministros de Cultura da França, Christine Albanel, e do Brasil, Juca Ferreira.

A programação vai até 15 de novembro com 500 projetos, entre os quais se inclui exposições, shows, espetáculos populares, teatro, dança, atividades circenses, feiras de livros e encontros científicos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.