Queda de barreiras e interdições na rotina das rodovias

A última, por enquanto, da lista. A Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, que liga a Rodovia Régis Bittencourt ao litoral sul de São Paulo, está completamente bloqueada na altura do km 380, na região de Miracatu, no Vale do Ribeira, devido ao risco da queda de uma barreira.

iG São Paulo |


A interdição foi feita por volta da 0h30 desta terça-feira e não há previsão de liberação. Conforme a Polícia Rodoviária, uma fila de caminhões formou-se no local: até o momento, são 34 veículos no sentido leste e 23 no sentido oeste.

Com a interdição, a Rodovia Padre Manoel da Nóbrega se junta a outras oito estradas no Estado que têm bloqueios por conta de queda de barreiras, queda de pontes ou deslizamentos.

AE

Queda de encosta interdita a Via Dutra na altura do km 197, no sentido Rio

Rodovia Dutra

Na Via Dutra, a pista sentido Rio de Janeiro vai continuar totalmente interditada entre os quilômetros 196 e 199, em Arujá, na Grande São Paulo, por tempo indeterminado. O trecho foi interditado na manhã de domingo por causa da queda de encosta no quilômetro 197, que abriu um buraco de 80 metros de extensão.

O tráfego segue em mão dupla na pista sentido São Paulo. A intervenção pode demorar meses porque a pista no trecho terá de ser reconstruída.

"É o tipo de obra que demora bem mais do que quatro meses", afirmou o engenheiro da concessionária NovaDutra Henrique Bekis. "É uma obra complexa, temos de avaliar qual é a melhor alternativa. Serão feitas sondagens no solo para verificar a resistência e a estabilidade do terreno. A partir daí, será elaborado um projeto, e só então será possível estabelecer um prazo."

A queda de encosta foi provocada pelas fortes chuvas que atingiram a região e encharcaram o solo. Segundo Bekis, o local estava sendo monitorado desde o dia 25, quando uma trinca de 2 milímetros foi identificada. A concessionária informou que deve liberar hoje a terceira faixa e o acostamento da pista sentido São Paulo entre os quilômetros 196 e 199 para agilizar o tráfego.

Rodovia SP-29

Em Itapevi, na região metropolitana de São Paulo, a Rodovia SP-29 está interditada na altura do quilômetro 35, no trecho que liga Itapevi à Rodovia Castelo Branco, por causa de um deslizamento de terra. A obra, em caráter emergencial, foi iniciada pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER) na última quarta-feira.

O aterro está sendo refeito pelo método do enrocamento (colocação de pedras no local erodido). Devido à complexidade da obra, o prazo previsto é de 60 dias para sua execução. Na mesma rodovia, no quilômetro 32, existe um desvio apenas para veículos leves feito por meio de via municipal. Os usuários também podem usar as vias urbanas de Itapevi para chegar a Cotia ou a Jandira.

Outra opção para quem vem de São Paulo é usar a Rodovia Castelo Branco até o quilômetro 32, onde existe um trevo com saídas para Itapevi e Jandira. Também é possível utilizar a Rodovia Raposo Tavares até o quilômetro 30, onde há um acesso com destino a Itapevi.

AE
Vista da cratera aberta pela chuva na rodovia SP-29

Vista da cratera aberta pela chuva na rodovia SP-29

Rodovia Geraldo de Barros

Na Rodovia Geraldo de Barros, entre São Pedro e Santa Maria da Serra, interditada desde sábado, houve queda de barreira e rompimento de uma linha pluvial no quilômetro 210. Neste trecho da SP-304 serão executadas obras emergenciais, em fase de contratação. As opções de tráfego para os veículos, com exceção de caminhões acima de três eixos, são a SP-191 (Geraldo de Barros) e a SP-197 (Dr. Américo Piva). Os caminhões deverão seguir pela Rodovia Marechal Rondon.

Rodovia Lázaro Cordeiro de Campos

Em Bofete, a Rodovia Lázaro Cordeiro de Campos (SP-147) sofreu com uma queda de ponte no quilômetro 256. O desvio é feito pela SP-209 e SP-280. O Departamento de Estradas e Rodagem (DER) está recuperando a cabeceira da ponte e a construção de galerias. A estimativa é de que a pista seja liberada em março.

Rodovia SP-312

A Rodovia SP-312 foi totalmente interditada no dia 28 de janeiro por conta de quedas de barreiras e árvores no quilômetro 87, em Itu. O DER realiza a remoção do material e das pedras grandes que estão na pista. A opção de desvio é utilizar a SPA-085/300 (acesso a Cabreúva) e a SP-300 até a SP-312. O trajeto normal tem cerca de 18 quilômetros e passará a ser aproximadamente 22 quilômetros.

Rodovia SP-105

Na Rodovia SP-105, conhecida como Dr. Rubens Pupo Pimentel, via não pavimentada entre Serra Negra e a SP-352, no município de Amparo, ocorreu uma erosão em talude de aterro ocorrida após as fortes chuvas da última quinta-feira. O trecho está sinalizado e o DER de Campinas trabalha no local em busca de uma alternativa para liberação da passagem de veículos leves. O usuário que estiver em Serra Negra pode utilizar a SP-360 até Amparo e acessar a SP-352 até Itapira. Outra opção é ir até Lindoia pela SP-360 e seguir a SP-147 até Itapira.

Rodovia SP-73

Em Campinas, a Rodovia SP-73 (rodovia Lix da Cunha) está interditada totalmente no quilômetro 4 por conta das fortes chuvas que ocorreram na quinta-feira, comprometendo a fundação da ponte local. O DER está desenvolvendo o projeto para a construção de uma nova estrutura. O trecho está devidamente sinalizado e alerta os usuários para a utilização de estradas vicinais na região ou a SP-75, SP-324 e SP-330 como alternativas de desvio.

Rodovia General Euryale de Jesus Zerbine

A Rodovia General Euryale de Jesus Zerbine está interditada desde o último dia 18 por causa de uma erosão na via ocasionada pelas fortes e constantes chuvas que atingem a região de Guararema. A via passa por obra emergencial de reestruturação do aterro. Até o restabelecimento do tráfego, a orientação aos motoristas, que seguem o trecho entre Jacareí e Guararema é que utilizem a Rodovia Carvalho Pinto.

(*com informações da Agência Estado)

Leia mais sobre: interdições

    Leia tudo sobre: interditadointerditadossão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG