Queda de balão provoca incêndio e morte no Rio de Janeiro

RIO DE JANEIRO - As festas juninas só começam daqui a dois meses, mas os balões já estão fazendo estragos no Rio de Janeiro. A queda da parte do balão que carrega os fogos de artifício, a cangalha, provocou a morte de um morador de Vila Valqueire, na zona oeste do Rio, na madrugada de hoje.

Agência Estado |

A cangalha ficou presa no alto do Condomínio Novo Valqueire e provocou um incêndio que se alastrou por quatro apartamentos.

Hilberto da Silva Faria, de 28 anos, tentou retirar a parte do balão, escorregou e acabou caindo do prédio. Ele morreu no Hospital Salgado Filho, vítima de traumatismo craniano. Não houve mais vítimas.

Também na madrugada de domingo, na Baixada Fluminense, em Piabetá, o Batalhão Florestal conseguiu impedir um festival de balões. Nove pessoas foram presas e 50 balões de até 15 metros, além de cangalhas, fogos e 18 bandeiras foram apreendidos. A Lei de Crimes Ambientais determina que soltar, fabricar, vender ou transportar balões são crimes. A pena prevista é de detenção de um a três anos ou multa.

Leia mais sobre: balões

    Leia tudo sobre: baloes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG