Quatro pessoas são presas em operação do Bope na favela da Rocinha

RIO DE JANEIRO ¿ Quatro pessoas foram presas, entre elas um argentino, na operação que o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) realiza desde o início da manhã desta sexta-feira na favela da Rocinha, na zona sul do Rio de Janeiro.

Redação |

De acordo com o serviço de inteligência da Polícia Militar, a ação tem como objetivo localizar um cemitério clandestino na comunidade, onde pode estar enterrado o corpo da engenheira Patrícia Amieiro , desaparecida há mais de um ano.

Segundo o Bope, a incursão na favela da Rocinha começou por volta das 6h. Houve troca de tiros com traficantes na chegada dos policiais à comunidade e comerciantes da região fecharam as portas com medo . A secretaria estadual de Obras informou que as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) na favela foram paralisadas em virtude da ação.

Até o momento, de acordo com o Bope, foram apreendidos na Rocinha cerca de 400 tabletes de maconha, farta quantidade de munição para vários calibres, uma espada ninja, roupas camufladas, balanças de precisão e fogos de artifício.

Aproximadamente 60 policiais participam da ação, que conta com o apoio do 23º BPM (Leblon), da Companhia de Cães e do Batalhão de Polícia Florestal e do Meio Ambiente (BFMA), juntamente com dois helicópteros e dois veículos blindados.

Leia mais sobre: Rocinha

    Leia tudo sobre: boperocinha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG