Quatro pessoas morrem após queda de avião em Goiás

ANAPOLIS - Um avião bimotor B-52, fabricado pela Beechcraft, caiu na noite de sexta-feira logo após a decolagem, no Aeroporto JK, em Anápolis, a 55 quilômetros de Goiânia, em Goiás. Das seis pessoas estavam a bordo, quatro morreram carbonizadas.

Agência Estado |

O acidente, segundo testemunhas, supostamente teria sido provocado por falha humana. Durante a trajetória da decolagem, o avião perdeu velocidade, precipitou de barriga sobre a pista, e com o impacto explodiu.

AE
Avião bimotor explode após queda e mata quatro pessoas


Além do piloto José Maria Cajanco, morreram Odilon Souza, funcionário de uma empresa de manutenção de aeronaves, Fabrício Tavares e Carlos Alberto Pires Gonçalves, filho e cunhado do superintendente do Porto Seco de Anápolis, o maior da região Centro-Oeste. Os sobreviventes são o empresário Luis Henrique das Neves e Rogério Pereira Rosa.

Rosa foi internado no Hospital de Urgência de Anápolis com fratura na coluna, mas já recebeu alta médica, segundo informações do Hospital.

Já o empresário Luis Henrique das Neves foi transferido por volta das 11h deste sábado do Hospital Evangélico, com queimaduras em 28% do corpo, além de ter uma perna quebrada. Segundo a médica Lilian Rodrigues da Cunha, diretora clínica do hospital, ele está na UTI e seu estado de saúde é grave, mas está estabilizado.

Leia mais sobre: queda de avião

    Leia tudo sobre: avião

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG