Quatro biólogos se perdem em reserva florestal no AM

Quatro biólogos estão perdidos desde a manhã de ontem na Reserva Florestal Adolpho Ducke, a 25 quilômetros de Manaus, de propriedade do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa). A área de 10 mil hectares é de mata primária, com animais e plantas silvestres, e é a maior estufa de estudos dos pesquisadores do órgão no Amazonas.

Agência Estado |

Os bombeiros passaram o dia de hoje nas buscas com ajuda de um helicóptero do Exército. Segundo a assessoria dos bombeiros, nenhuma pista dos rapazes foi encontrada nas buscas dos últimos dois dias.

A assessoria do Inpa avisou hoje sobre o desaparecimento as famílias de Paulo Vilela Cruz, de 23 anos, de Rondônia, André Silva Fernandes, também de 23, de Goiânia, Galileu Petronildo Silva Duarte, 26 anos, do Rio Grande do Norte e Ricardo Scherer, 26 anos, do Rio Grande do Sul. Segundo a assessoria, os rapazes, mestrandos em biologia, moram em Manaus há cerca de um ano e foram fazer coleta de insetos aquáticos na reserva. Foram deixados por um motorista do Inpa ontem, pela manhã.

O motorista informou à assessoria que teria combinando de pegá-los no mesmo local no início da tarde. Porém, ele disse que esperou os rapazes até duas horas depois do combinado e então acionou os bombeiros. Como consideravam um trabalho de rotina, ainda segundo a assessoria, os biólogos não levaram um mateiro, uma pessoa treinada em caminhos e sobrevivência na selva. Mesmo assim, os biólogos têm treinamento em sobrevivência na selva, do próprio Inpa, afirmou a assessoria.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG