Quase metade da população brasileira não tem rede de esgoto, aponta Pnad

O Brasil aumentou em 1,4 ponto percentual sua rede coletora de esgoto em 2008, mas, mesmo assim, quase 50% da população ainda não tem acesso a esse serviço. Na região Norte a situação é ainda mais alarmante e somente 9,5% dos domicílios estão ligados a uma rede de coleta. As informações são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgada nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Redação |

A região Norte teve, inclusive, uma queda de 0,5 ponto percentual nos municípios atendidos por rede de esgoto de 2008 para 2007. O uso de fossa séptica aumentou 5,5 pontos percentuais, totalizando mais 309 mil unidades, e colocando o Norte como a única região onde mais da metade da população tem fosse séptica (50,6%). Outros 39,9% fazem uso de outro tipo de serviço ou não tem nenhum.

No País, 52,5% dos domicílios tem coleta de esgoto, um acréscimo de 30.208 mil unidades. Porém, a pesquisa mostra também que o número de pessoas que possuem outro tipo de esgotamento sanitário ou nenhum tipo aumentou em 603 mil.

A região Sudeste é, disparada, a que tem a maior porcentagem de domicílios atendidos com a coleta de esgoto, com mais do que o dobro registrado em outras regiões. Na Sudeste são 80,6%, contra 32,1 da região Nordeste, 33,4 da Sul e 37,6 da Centro-Oeste.

No Sudeste é onde há a menor porcentagem de municípios com fossa séptica ou nenhum tipo de coleta, 8,2% e 11,2%, respectivamente.

Veja os principais dados da Pnad 2008:

Leia mais sobre: Pnad

    Leia tudo sobre: esgotopnad

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG