Quase 300 mil policiais param nesta quarta-feira, diz federação

BRASÍLIA - Policiais federais e civis de todo o País fazem, nesta quarta-feira, uma paralisação para alertar o governo contra a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC), que prevê a criação de uma carreira jurídica para delegados. De acordo com estimativas da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) e da Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis, serão quase 300 mil policiais de braços cruzados em todos os Estados. Somente na PF, são estimados 8 mil homens parados.

Redação com Agência Estado |

Acordo Ortográfico

A paralisação de 24 horas teve início às 8 horas de hoje e atinge os Estados da Bahia, Paraná, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina, de acordo com a Fenapef, que ainda não tinha informações sobre a paralisação nos Estados do Norte e Nordeste.

"Queremos um novo modelo de polícia e de investigação". diz o presidente da Fenapef, Marcos Vinicius Wink. Segundo ele, a aprovação da PEC ampliaria a diferença salarial entre os delegados e os demais servidores da polícia.

Os protestos de hoje devem trazer, ainda, outras reivindicações das polícias. Wink destaca que devem ser buscadas mudanças radicais no sistemas de segurança brasileiro - como novos métodos de investigação, carreira estruturada e desburocratização de alguns processos.

O serviço de atendimento ao público, como interrogatórios, concessão de porte de arma, atendimento a estrangeiros, controle de empresas de vigilância, bancos e produtos químicos e emissão de passaporte devem ser suspensos. Apenas os atendimentos de urgência estão sendo efetuados, de acordo com a assessoria da Federação. 

Em São Paulo, segundo a assessoria da PF, o atendimento estava normal na Superintendência, situada na zona oeste da capital, assim como no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo.  

Leia mais sobre: polícias

    Leia tudo sobre: policia civilpoliciaispolicialpolíciapolícia federal

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG