Quase 10 mil voltam para casa em SC; mortos sobem a 117

SÃO PAULO (Reuters) - Quase 10 mil pessoas que abandonaram suas residências por causa das chuvas em Santa Catarina já voltaram para casa, informou nesta terça-feira a Defesa Civil. Já o número de mortos chegou a 117 na pior tragédia ambiental do Estado. Segundo dados da Defesa Civil, o número de desalojados e desabrigados em Santa Catarina estava em 69.164 na noite desta terça-feira, contra 78.707 registrados na véspera. Esse número, conforme a Defesa Civil, deve diminuir ainda mais com a melhora do tempo.

Reuters |

  • Saiba como ajudar as vítimas das enchentes em SC
  • Você tem mais informações? Envie seu relato
  • Veja a previsão do tempo para a sua cidade
  • Veja a galeria de fotos das enchentes
  • Acordo Ortográfico

    "O cenário melhorou", disse, em nota, o diretor da Defesa Civil de Santa Catarina, major Marcio Luiz Alves. Segundo a nota, previsões meteorológicas dão conta de que as chuvas devem diminuir no Vale do Itajaí, região castigada pelo desastre, facilitando os trabalhos de resgate.

    "A melhora do tempo melhora também a auto-estima da população", afirmou o major. "Já teremos menos pessoas nos abrigos e muitos poderão retomar o curso normal de suas vidas."

    No município de Ilhota, onde há o maior número de mortes no Estado (37), há 850 pessoas desalojadas e 1.200 desabrigados.

    A 117ª vítima fatal das chuvas no Estado é Herbert Raduenz, 51 anos, morador do município de Timbó, no Vale do Itajaí. Ele estava desaparecido desde o último dia 24, mas seu nome não constava da lista de desaparecidos elaborada pela Defesa Civil. Com isso, o número oficial de desaparecidos no Estado permanece em 31.

    Rodovia interditada

    Um deslizamento de terra interditou totalmente a BR-376, principal ligação do Paraná com Santa Catarina, na manhã desta terça-feira. O desmoronamento aconteceu no quilômetro 663, na pista sentido Santa Catarina, a cerca de 50 quilômetros de Curitiba, e foi provocado pelas chuvas que atingem a região. A liberação total da pista é prevista para a tarde de quarta-feira (03).

    PRF
    prf

    Queda de barreira na BR-376 vai prejudicar o trânsito na região durante todo o dia

  • Como no local existem duas estradas (ambas com duas faixas de rolamento), as equipes da PRF providenciaram um desvio que começa sete quilômetros antes do local da barreira, em uma faixa onde as duas vias se encontram.

    O trânsito no desvio é feito em mão dupla, pela pista sentido Santa Catarina-Curitiba. Equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no local alertam para incidência de neblina e para o tráfego lento, devido a grande quantidade de veículos. No quilômetro 664, logo após a interdição causada pela barreira, os motoristas voltam à pista dupla.

    Quanto à liberação total da pista, a informação é que os trabalhos só devem ser encerrados na tarde de quarta-feira.A área só estará livre para tráfego após uma avaliação técnica da estabilidade da encosta e condições do pavimento.

    De acordo com a PRF, a barreira tem aproximadamente 40 metros de extensão por cinco de altura.

  • Moradores contam ao Último Segundo o drama da tragédia

    Leia também:

    Leia mais sobre: chuvas em Santa Catarina 



    (Por Fabio Murakawa)

    • Leia tudo sobre: santa catarina

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG