O retrato La Belle Ferronnière, alvo de uma longa controvérsia depois de ser falsamente atribuído a Leonardo da Vinci, foi leiloado nesta quinta-feira, em Nova York, por 1,5 milhão de dólares.

O quadro pertence à escola de Leonardo da Vinci e data provavelmente de 1750 (Da Vinci morreu em 1519). Foi vendido por 1,538 milhão de dólares, muito acima da estimativa que era de 300 mil a 500 mil dólares.

É quase idêntico a uma obra de Da Vinci exposta sob o mesmo título no Louvre de Paris e que representa Lucrezia Crivelli, amante de Ludovico Sforza, duque de Milão entre 1494 e 1500. A "ferronnière" é uma fina corrente de ouro com uma pedra preciosa, exibida pela mulher retratada.

A autenticidade do quadro foi objeto de quase um século de controvérsia entre seus proprietários, que asseguravam que se tratava de uma obra do mestre italiano, e a maioria dos especialistas, que opinava o contrário.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.