Nova York, 14 mai (EFE) - A obra Triptych, de 1976, do pintor irlandês Francis Bacon (1909-1992), foi leiloada hoje por US$ 77 milhões, sem incluir comissões, em um leilão de Arte Contemporânea realizado na sede nova-iorquina da Sothebys.

O número superou as previsões dos analistas da casa, que esperavam achar um comprador disposto a desembolsar até US$ 70 milhões. Além disso, representa um recorde para a venda em leilão de obras do artista.

A pintura é considerada como a mais importante do pintor em mãos de particulares e era a peça estelar das vendas de obras contemporâneas na Sotheby's, que inclui também outros trabalhos relevantes de Marck Rothko, Robert Rauschenberg e Jean-Michel Basquiat, entre outros.

O Triptych de Bacon, monumental e provocador como costuma ser característico do artista, foi a obra central de uma exibição organizada em 1977 pela galeria Claude Bernard de Paris, que apresentou naquela época as criações mais recentes do pintor.

Tobias Meyer, diretor mundial de Arte Contemporânea da Sotheby's, afirmou, ao anunciar as vendas do período de primavera (no hemisfério norte), que esta pintura "é uma obra prima do século XX" e esteve nos últimos 30 anos em poder do mesmo colecionador que a adquiriu na galeria parisiense nos anos 70.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.