Quadro de desnutrição em hospitais brasileiros é semelhante ao da Europa

Estudo inédito no País revela que 72% dos pacientes internados não se alimentam corretamente

iG São Paulo |

Foram avaliados 842 pacientes de 25 hospitais públicos e privados em 11 Estados brasileiros. A pesquisa NutriDia, realizada pela Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral (SBNPE), revelou que 72% dos entrevistados não se alimentavam corretamente e 50% deles perderam peso nos últimos três meses. Entre os pacientes avaliados, 60,3% já estavam desnutridos ou tinham risco de desenvolver desnutrição durante sua internação, ressalta José Spolidoro, presidente da SBNPE.

A má alimentação é um dos principais fatores pelo aumento no tempo de internação, complicações nos quadros de saúde e mortalidade. Segundo os pesquisadores, o grande problema está no paladar e no visual do que é servido nos hospitais. O aspecto visual e o gosto da comida foram apontados pelos pacientes como os principais motivos da má alimentação. É preciso tornar a comida do hospital mais palatável, afirma a Dra Maria Gristina Gonzalez, coordenadora da pesquisa Nutridia no Brasil.

Para ela, também é necessário um maior acompanhamento caso a caso. Basta avaliar o paciente assim que ele entra no hospital, manter um acompanhamento da sua alimentação e, em último caso, fazer uma suplementação. Os números encontrados no Brasil são semelhantes aos dados europeus, onde 60% dos pacientes não se alimentavam corretamente e 43% observaram perda de peso. O estudo é realizado desde 2006 em hospitais de toda a União Europeia e avaliou 50 mil pacientes.

    Leia tudo sobre: hospitais no paíssaúdesaúde pública

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG