No programa nacional de televisão que o Partido Verde levará ao ar nesta quinta-feira, a senadora Marina Silva (PV-AC), possível candidata à Presidência da República, deve mostrar-se aos eleitores como alternativa à eleição plebiscitária - entre PT e PSDB - imaginada pelo governo para a eleição deste ano. Embora a peça ainda não faça parte da propaganda eleitoral, Marina será protagonista do vídeo da legenda que irá ao ar às 20h30 (horário de Brasília).

Em um "making of" do programa divulgado pelo vereador carioca Alfredo Sirkis (PV) no site de vídeos YouTube, o discurso da senadora se articula em torno de palavras como "sonho", "possível", "novo" e "diferente".

"Eu quero continuar sendo mantenedora de utopias e me articulando com pessoas que têm o sonho de que a política pode fazer diferente", diz Marina no vídeo. Em outro momento, afirma que as pessoas, e sobretudo os jovens, estão se "reencontrando com o sonho" e começam a compreender "que os erros cometidos estão prejudicando o Brasil e o planeta. As pessoas estão cada vez mais entendendo que é possível conseguir novos e melhores resultados".

O programa terá dez minutos de duração. O vídeo no YouTube tem apenas 1 minuto e 42 segundos, nos quais Marina fala menos de um minuto. À exceção do vídeo de Sirkis, ninguém no partido tem autorização para comentar oficialmente sobre o que a senadora falará no programa de TV.

Marina esteve ontem em São Paulo para acompanhar a edição final do programa e deve passar o resto da semana em Brasília para a abertura do ano legislativo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.