PV procura PSOL e PSC para ampliar aliança eleitoral

Uma preocupação do PV com a candidatura da senadora Marina Silva (AC) à Presidência da República é a possibilidade de ser identificada apenas com o tema do meio ambiente, o que custaria votos. Por isso, a direção partidária decidiu iniciar a costura de alianças com o PSOL e o PSC.

Agência Estado |

De acordo com o deputado Sarney Filho (PV-MA), o PSOL pode acrescentar à candidatura um apelo ético e o PSC, o lado cristão.

O PV começou a se inquietar com os rumos da campanha de Marina após a divulgação, no dia 10, de pesquisa Vox Populi na qual ela aparece com apenas 3% das intenções de votos. Nessa pesquisa, encomendada pela TV Bandeirantes, o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), está em primeiro lugar, com 36% das intenções de voto (no mês passado tinha 40%). Em segundo, vem a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), com 19% (subiu 4 pontos em relação a outubro), seguida pelo deputado Ciro Gomes (PSB), com 13%, e pela ex-senadora Heloísa Helena (PSOL), com 6%.

A aliança com os dois partidos também garantiria mais tempo de propaganda para Marina no rádio e na TV. De acordo com projeções do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a candidatura do PV teria 36 segundos em cada inserção quando começar o horário da propaganda eleitoral. Com a adesão do PSOL e do PSC, passaria para 1 minuto e 24 segundos.

O PV tratará das alianças numa reunião extraordinária de sua Executiva, programada para hoje. Heloisa Helena desistiu de se candidatar à Presidência para apoiar Marina Silva e anunciou que seu partido deve fazer aliança com os verdes. O próximo passo será um encontro entre Marina e Heloisa. Em seguida, será a vez de chamar lideranças do PSC para conversar. Se a aliança der certo, os três partidos participarão da elaboração do programa de governo de Marina. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG