Publicidade do Brasil ganha mais nove Leões em Cannes

A diversificação dos países que vêm ganhando prêmios no Festival de Publicidade de Cannes deste ano já é considerada um marco da atual edição do festival. Se, nos anos anteriores, a novidade ficou por conta da ascensão dos países do Bric - com a exceção do Brasil, que sempre se destacou em Cannes -, este ano quem se sobressai entre os vendedores são países como Malásia, Tailândia, Costa Rica, Coréia do Sul e Catar.

Agência Estado |

Ontem, o Brasil ganhou mais nove Leões em Cannes: cinco na categoria Outdoor e quatro na Rádio. No placar geral, já foram divulgados resultados de metade das dez categorias em competição. E o Brasil, com 13 prêmios, mantém praticamente o mesmo desempenho do ano passado - tinha conseguido 12 nas mesmas categorias. Mas entre os seis ouros obtidos no ano passado, estavam três peças para Outdoor, que, este ano, não assegurou nenhum. Entre os que estão brilhando nessa categoria estão justamente Malásia, Catar, Cingapura e China. Além de EUA e Alemanha, como é habitual.

O mundo está mudando e outros países estão trazendo referências fora da propaganda convencional e, com isso, roubando a cena, diz André Lima, sócio da NBS e jurado da categoria Outdoor. No total, o Brasil emplacou apenas cinco Leões nessa categoria, sendo dois de prata, ganhos pela agência AlmapBBDO, e três de bronze, que ficaram com Fischer América, Santa Clara e LewLaraTBWA. O prêmio máximo (Grand Prix) da categoria Outdoor ficou com uma campanha integrada - que se desdobra em várias mídias - da agência BBDO de Nova York para o canal HBO, batizada de voyeur.

Em Rádio, o Brasil se saiu melhor do que no ano passado, quando ganhou apenas um Leão. As agências McCann Erickson e AlmapBBDO garantiram um cada uma, e a F/Nazca Saatchi & Saatchi levou dois. Todos de bronze. Nessa categoria, o Japão conseguiu um inédito Grand Prix em Rádio.

As listas preliminares de design, categoria que estreou em Cannes com mais de mil trabalhos inscritos de 54 países, deram ao Brasil cinco possibilidades de ganhar Leões. Já em Cyber, ou campanhas desenvolvidas para a internet, o Brasil classificou 37 peças.

Leia mais sobre: publicidade

    Leia tudo sobre: publicidade

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG